terça-feira, 28 de junho de 2011

IMPORTANTE PARA NÓS REFLETIR-MOS


Estudante obesa consegue direito de 

não usar catraca de ônibus em MS


Carla pesa 127 quilos e já passou por situações vexatórias em ônibus.
Caso desencadeou mudanças em normas do transporte público na cidade.

Tatiane QueirozDo G1 MS
estudante obesa consegue autorização para não passar em catracas em MS (Foto: Reprodução/ TV Morena)Benefício concedido a Carla pode ser estendido
(Foto: Reprodução/ TV Morena)
Chegar até a universidade, rotina simples de muitos estudantes, sempre foi um pesadelo para a acadêmica de Letras Carla Cristina Zurutuza, 28 anos. Pesando 127 quilos, a jovem tem dificuldade em passar pela catraca, situação que já resultou em vários constrangimentos para ela. Agora, com base em uma autorização da associação do transporte coletivo, poderá embarcar pelas portas traseiras dos veículos.
O presidente da Associação das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Campo Grande (Assetur), João Rezende Filho, disse que os usuários obesos ou que possuem qualquer dificuldade para passar nas roletas do transporte público em Campo Grande poderão solicitar uma autorização como a que a Carla conseguiu.
 “O caso dela desencadeou um série de providências para outras pessoas que também estejam enfrentando esse problema. A autorização não é obrigatória, mas quem desejar ter o documento poderá solicitar ”, explica Resende Filho.
Humilhação
“Eu sou gorda e não consigo passar pela catraca. Por causa disso, todas as vezes que subia no ônibus pedia ao motorista para descer pela porta dianteira sem ter que passar pela roleta. Eu não pedia para deixar de pagar, simplesmente queria passar o cartão, e rodar a catraca sem ter que passar por ela”, explica a estudante.
Carla conta ainda que muitos motoristas não entendiam o problema. “Eu tinha que ficar pedindo, explicando e implorando para que ele me deixasse descer sem ter que passar pela catraca”, disse.
estudante obesa consegue autorização para não passar em catracas em MS (Foto: Reprodução/ TV Morena)Carla chegou a pesar 167 quilos
(Foto: Reprodução/ TV Morena)
A acadêmica resolveu colocar um fim nessa situação depois que discutiu com um motorista porque ele não permitiu que ela descesse pela porta dianteira. Como o ônibus já estava próximo ao ponto em que a estudante precisava descer, ela desistiu de convencer o funcionário e resolveu enfrentar a roleta.
Carla lembra que na hora sentiu uma grande dor em sua barriga. Dias depois, ainda sentindo dor, percebeu que havia se machucado e estava com um hematoma.
Ela procurou  Resende Filho e falou sobre o seu problema. “Eu disse que não queria mais passar por aquela situação humilhante”. Depois de alguns dias de espera, Carla entregou o seu cartão eletrônico (passe de estudante) para a Assetur, que inseriu no verso do equipamento uma autorização para que ela possa embarcar pelas portas traseiras dos ônibus.
Obesidade
Carla conta que depois que perdeu o seu pai, há aproximadamente dois anos, entrou em depressão e começou a engordar e chegou a pesar 167 quilos. A acadêmica pensou em fazer  redução de estômago, mas conheceu uma médica que a convenceu a iniciar um tratamento para emagrecer.
Ela conta que sempre foi “gordinha”, mas a situação piorou depois da perda do pai. Hoje, 40 quilos mais magra, ela continua o tratamento e afirma que está aliviada e satisfeita por não precisar passar pelas catracas.
Determinação
O Decreto Municipal 10.535, de julho de 2008, determina critérios diferenciados para embarque de gestantes nos transportes coletivo urbanos de Campo Grande. No dia 15 de junho a Agetran enviou um ofício para a Assetur estendendo a determinação para os demais usuários que apresentem dificuldade ou impossibilidade de passar pela catraca.
No documento o órgão esclarece os motoristas, quando solicitado, poderão liberar a entrada do passageiro pelas portas do meio do veículo. Esta autorização não implica na isenção da tarifa do transporte. A Assetur deverá ainda fazer uma reciclagem com os motoristas para que eles se adequem a nova determinação.
O diretor de transporte público da Agetran, Lúcio Murilo, explica que até o momento a decisão foi formalizada apenas por meio de ofício, mas se houver a necessidade poderá ser publicada como um novo decreto no Diário Oficial de Campo Grande.

Eu hoje

Olá amigas, bom dia
Estou muito feliz com meu desafio nota 10, apesar de ainda não ter tido tempo pra pesar sei que ja eliminei peso, eu experimentei uma roupa, que eu queria comprar faz dias,e não levava porque estava estranho affff, gordurinha de fora kkkkk.
Mas tudo bem,com esse desafio eu ja entrei nelas YÉS rsrsrs.
vou até arriscar uma fotinha pra vcs verem prometo que eu posto quando der tempo.

Tenho uma dica minha também, como aqui onde moro é calor o ano todo,bebemos água até mesmo sem querer,e quando vem o inverno não sentimos tanta sede, ai que mora o perigo.
Não bebemos água por que esta frio, e queremos só coisas quentes.
Quero dizer amigas temos que beber água normalmente,como todos dias,2 litros fica dica.



Aqui vai o que acontece com você neste frio:

- Mãos, pés, orelhas e nariz ficam gelados devido a vasoconstrição
- A pele fica pálida devido a contração dos vasos sanguineos
- Os dentes batem e o corpo treme  involuntariamente para gerar energia e calor suficientes para manter sua temperatura interna e proteger da baixa temperatura e de uma hipotermia.
-  Os pêlos se arrepiam para deixar a pele o menos exposta possível ao frio
- A produção de suor diminui e quantidade de urina aumenta, para te mater hidratado e quentinho por dentro

Verdades e Mentiras sobre o corpo e o frio:

- As pesoas tem mais preguiça no frio (verdade): seu corpo tenta poupar energia, já que tem um gasto grande para manter a temperatura corporal.
- O inverno é a melhor época para fazer dieta (mentira):  a perda de peso é  a mesma que no verão, perder mais ou menos peso depende mesmo é do seu metabolismo, prática de exercicio e dieta alimentar.
- Idosos sentem mais frio (verdade): com a idade a taxa metabólica diminui e a pessoa precisa gastar muito mais energia para se manter aquecida.
- Gordos não sentem tanto frio ( verdade): a gordura funciona como um isolante térmico e ajuda manter a temperatura corporal.
- O sol de inverno é menos nocivo ( mentira): O índice de irradiação ultravioleta é mais alto no inverno do que no verão, use protetor solar sempre.
- As pessoas ficam mais doentes nesta época do ano ( verdade): a diminuição da temperatura debilita o sistema imunológico e o corpo fica mais vulnerável.

fonte: Revista  DaHora

Um lindo dia pra todas (os) bjos.

Dicas de saúde


stress-1
São as cobranças dentro de casa, o chefe que solicitou um relatório com urgência, uma prova de concurso que está pra chegar, engarrafamentos, contas a pagar… E quando você menos percebe está irritado, com dor de cabeça, dores musculares, cabelo começa a cair, unhas ficam mais fracas, pressão arterial e frequência cardíaca aumentam e outros. Sinto muito lhe informar, mas você está sofrendo de estresse.
O estresse surge quando fatores emocionais e físicos que causam irritação, que amedronte, confudam ou cause inquietação provocam um desequilibrio hormonal – aumenta a produção de hormônios como a adrenalina e o cortisol.
Quando estamos em uma situação de estresse intensa e rápida, esse estresse é considerado estresse agudo. Porém, o estresse que tem afetado muitas pessoas ao redor do mundo é aquele mais constante, que vai acumulando com os fatores estressantes do dia-a-dia, também conhecido como estresse crônico.
Mas o estresse pode me prejudicar? Sim! Os fatores estressantes, além de causar um desequilibrio hormonal no organismo, alteram as reservas de nutrientes, vitaminas e minerais que podendo causar várias doenças.
Dentre as doenças relacionadas ao estresse estão: doenças do trato grastrintestinal, doenças cardiovasculares, dores musculares, hipertensão, depressão e ainda provoca uma diminuição do nosso sistema imunológico nos deixando mais susceptíveis a infecções.
Para combater o estresse é preciso uma mudança nos hábitos alimentares e a busca por um estilo de vida mais saudável. Uma alimentação equilibrada e a prática de exercício físico ajudam bastante. Além disso, pode-se pensar em atividades que nos auxiliem a encontrar o equilibrio entre a mente e o corpo, como a Yoga e meditação.
Abaixo seguem algumas dicas para auxiliar no controle do estresse:
  • Evitar açúcar, café e sal em excesso. Lembrando de dar preferência aosalimentos mais naturais, e de preferência orgânicos, pois os alimentos industrializados, normalmente, são ricos em sal e açúcar. O café pode ser substituido por chás como o de camomila, erva-doce e cidreira.
  • Os alimentos ricos em magnésio devem fazer parte da alimentação de uma pessoa que pretende evitar os danos causados pelo estresse: o magnésio atua na contração muscular auxiliando no relaxamento da musculatura e aliviando o estresse. Fontes: castanhas, nozes, semente de abóbora,aveia, arroz integral, trigo e folhosos de cor verde-escuro (agrião, couve, brócolis, espinafre, rúcula).
  • Alimentos que são fontes de carboidratos simples e complexo também devem ser utilizados, já que o estresse leva uma depleção de glicose e de energia. Por esse mesmo motivo, recomenda-se, também, um aumento na ingestão de proteínas, pois quando a reserva de glicose acaba o organismo passa a utilizar a proteína como fonte de energia.
  • Gergelim, Tofu e Quinua são alimentos fonte de cálcio, que junto com o magnésio auxilia na prevenção de doenças cardiovasculares.
  • O ferro, presente na farinha de soja, no feijão azuki, no açúcar mascavo e no melaço, também tem uma ação importante no combate ao estressse auxiliando na melhora do sistema imunológico.
  • Alimentos antioxidantes e fonte de vitamina C  estimulam o sistema de defesa (sistema imune) e combate a produção de radicais livres.
  • Vitaminas do complexo B auxiliam no fornecimento de energia melhorando a disposição. Ainda diminuem ansiedade e irritabilidade e controla a oscilação de humor.
  • Alimentos que atuam na produção de serotonina (cacau) e fonte de triptofano (frango e peixes) auxiliam na prevenção de depressão, pois em estado de estresse crônico há uma menor produção de serotonina, podendo, sim, desencadear um quadro de depressão.
  • Evitar alimentos gordurosos, já que com o estresse é mais frequente o indivíduo ter azia, má digestão e queimação.
  • Alimentos fonte de ômega 3 são muito importantes, pois auxiliam no controle hormonal e tem ação antiinflamatória e antioxidante.
  • Água-de-coco, lentilha, feijões, grão-de-bico, cereais integrais, laranja e banana são boas fontes de potássio que auxilia na condução de impulsos nervosos e mantém o bom funcionamento cerebral.

Bom dia, estou muito feliz com meu jejum até aqui eu já eliminei -2 kg. ontem dei uma exagerada no almoço mas me controlei logo em seguida...