quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Dicas De Emagrecimento


Você lê o rótulo dos alimentos?



rotulo 2
Constantemente informações são veiculadas sobre a importância de uma alimentação saudável e equilibrada, já que a saúde de uma pessoa também depende da qualidade dos alimentos que consome. As pesquisas revelam que, ao longo dos anos, ocorreram várias mudanças no padrão de consumo da população brasileira, com tendência ao aumento da ingestão de gorduras, carboidratos simples (ou açúcares) e produtos industrializados (principalmente refrigerantes e alimentos ricos em proteínas animais).
Assim, a rotulagem nutricional dos alimentos permite ao consumidor o acesso às informações nutricionais e aos parâmetros indicativos de qualidade e segurança de sua ingestão. Ao mesmo tempo, o acesso a essa informação atende às exigências da legislação e impulsiona as indústrias de alimentos na melhoria nutricional de seus produtos cuja composição declarada na embalagem pode influenciar o consumidor quanto a sua aquisição. Portanto, a rotulagem nutricional tornou-se importante por possibilitar o consumidor a decidir quais os alimentos são mais adequados e comprar aquele alimento conforme sua vontade.
A definição de rótulo é qualquer tipo de inscrição estampada na embalagem do alimento, que destina identificar a origem, a composição e as características nutricionais. Porém, é comum encontrar pessoas as quais não sabem o que realmente é falado nos rótulos, não criando o hábito ou mesmo o interesse em saber o que está consumindo. Um estudo realizado no estado do Rio de Janeiro mostrou que vários participantes não têm o costume de ler o rótulo do alimento por acreditarem que tais dados são falsos, como uma jogada de marketing das indústrias alimentícias para vender seus produtos, ou porque essas empresas não passam por fiscalizações mais severas do governo para manterem produtos de melhor qualidade nutricional. Já uma outra pesquisa feita no Distrito Federal observou que os participantes os quais têm doenças que sofrem influência direta da alimentação (como doença celíaca e diabetes, por exemplo) são os mais habituados a essa atitude.
Para não ficar com tantas dúvidas sobre as informações nas embalagens, entenda um pouco sobre o significado dos itens obrigatoriamente presentes na tabela nutricional do rótulo dos alimentos:
Valor energético: É a energia proveniente das gorduras, proteínas e carboidratos presentes no alimento. Essa informação é descrita em quilocalorias (kcal) e quilojoules (kJ).
Carboidratos: Têm a principal função de fornecer energia ao organismo. Está presente no açúcar e outros doces, farinhas, arroz, massas, etc.
Proteínas: Presentes nas leguminosas (feijões e outros grãos), ovos, carnes, leite e derivados, participam na construção e manutenção das células e órgãos.
Gorduras totais: O valor mostrado neste item refere-se a todas as gorduras presentes no alimento, de origem animal e vegetal.
Gorduras saturadas: Essa gordura é proveniente essencialmente de alimentos de origem animal, como os diversos tipos de carnes, leites e produtos derivados. O excesso de ingestão dessa gordura pode aumentar os riscos de doenças cardiovasculares.
Gorduras trans: Esse tipo de gordura é muito encontrado nos alimentos industrializados, como os biscoitos, salgadinhos prontos, margarinas, gordura hidrogenada, entre outros. O excesso dessa gordura também traz riscos à saúde do coração.
Fibra alimentar: Auxiliam no controle da absorção do colesterol e açúcar da alimentação, e principalmente a regular o funcionamento intestinal. Está presente em alimentos integrais, frutas e verduras.
Sódio: A principal fonte conhecida desse elemento é o sal de cozinha, também podendo ser encontrado em altas concentrações nos alimentos industrializados (especialmente os embutidos e enlatados). Por isso, pessoas que apresentam pressão alta devem consumi-los moderadamente.
Medida caseira: É a quantidade do alimento referida em medidas as quais diariamente usamos, como por exemplo, fatia, unidade e colher de sopa.
Porção: É uma quantidade definida em gramas ou mililitros do alimento que pode ser consumido para promover uma alimentação mais balanceada.
%VD (Percentual de Valores Diários): É um percentual de nutrientes e energia apresentado pelo produto em relação à dieta de 2000 kcal ou 8400 kJ.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, Amei sua vista, Obrigado, volte sempre!

Bom dia, estou muito feliz com meu jejum até aqui eu já eliminei -2 kg. ontem dei uma exagerada no almoço mas me controlei logo em seguida...